27 de março de 2015 - Fonte: Catholicus - Fotógrafo: Divulgação

Muitas pessoas que sofrem de depressão não sabem que têm a doença

Quando imaginamos alguém que sofre de depressão, logo pensamos em pessoas melancólicas, extremamente apáticas, que não se importam com a própria aparência  ou que passam a vida trancafiadas em seus cantinhos, isoladas de todo mundo.

Entretanto, nem todo mundo que convive com o transtorno apresenta qualquer desses comportamentos que descrevemos, e muitos se tornam mestres em agir como se nada estivesse acontecendo. Mas isso não significa que as pessoas que conseguem “vestir” suas máscaras não estejam sofrendo — nem que as que não conseguem sejam mais fracas! E tem mais: muitos indivíduos que sofrem de depressão nem sequer sabem que têm a doença.

Por sorte, de acordo com Jane Scearce do site Lifehack, existem algumas atitudes que podem servir de indicativo de que o problema se instalou, e se você desconfia de que alguém que você gosta esteja doente, fique atento para os seguintes sinais:

1 – Distúrbios alimentares
O surgimento de hábitos alimentares estranhos — como comer demais ou de menos — pode ser um indicativo de que algo está errado. No caso de pessoas que param de comer, é possível que a doença esteja afetando seus apetites, tornando o ato de se alimentar em algo desagradável.

A nova postura com respeito à alimentação também pode ser uma resposta inconsciente à necessidade de ter algum controle sobre suas vidas, já que é muito difícil controlar a depressão. Por outro lado, no caso das pessoas que passam a comer demais, isso pode ocorrer em decorrência de essa ser uma das poucas fontes de prazer que esses indivíduos têm, o que os leva a abusar da comida.

Além disso, comer em excesso também pode ser um sinal de descuido pessoal e, como esse comportamento — e o consequente acúmulo de peso — é visto como algo vergonhoso, as pessoas com depressão se sentem ainda pior.

2 – Dificuldade de demonstrar afeto
Embora a maioria de nós associe a depressão com o sentimento de tristeza, a verdade é que o transtorno quase sempre está relacionado com a ausência de emoções. Portanto, é bastante comum ouvir pessoas com depressão dizerem que sentem como se estivessem “anestesiadas”, e que a sensação mais próxima a qualquer emoção é a de melancolia e irritação.

Portanto, para esses indivíduos é bastante difícil lidar com demonstrações de afeto e manifestar sentimentos de gratidão ou carinho. Além disso, também é possível que essas pessoas reajam mal e fiquem irritadas quando são obrigadas a lidar com essas emoções.

3 – Irritabilidade
Um sintoma bastante comum em quem sofre de depressão é a irritabilidade, afinal, não é nada fácil conciliar as questões do cotidiano com a batalha contra a doença, o que, além de ser cansativo, acaba deixando pouco espaço para a paciência e a compreensão. Assim, fique ligado quando a pessoa que você suspeita estar doente parece se enfurecer ou ficar agressiva com muito mais facilidade do que antes.

4 – Cansaço constante
Você conhece alguém que parece estar sempre exausto ou que reclama constantemente de estar cansado? Apesar de nem todo mundo que sofre de depressão apresentar esse sintoma, ele é um efeito colateral extremamente comum e bem difícil de contornar, portanto, é bom ficar atento.

Pessoas que padecem com a doença muitas vezes apresentam sinais de exaustão mesmo depois dormir a noite toda e — teoricamente — terem descansado o que a maioria considera como mais do que suficiente. Pior, muitas vezes elas não sabem por que se sentem assim, e acham que é culpa sua. Sem falar que, mesmo que tentem esconder o fato de estarem sempre cansados, isso acaba se refletindo em sua produtividade e em suas relações pessoais.

5 – Falta de interesse
Imagine, por exemplo, que alguém que sempre adorou se exercitar simplesmente perde o interesse em realizar atividades físicas, assim, do nada. Pois, conforme mencionamos nos itens anteriores, a depressão é um transtorno que não afeta as pessoas apenas mentalmente, mas fisicamente também.

Sendo assim, a doença pode fazer com que atividades que antes eram consideradas prazerosas percam completamente o apelo, e inclusive se tornem desagradáveis. Portanto, se não houver qualquer explicação razoável pelo desinteresse repentino, fique esperto!

 A depressão é uma doença silenciosa e muito séria — que precisa ser corretamente diagnosticada e tratada. Vale reforçar que cada pessoa é um indivíduo único, com suas manias e conflitos próprios. Assim, os sintomas que incluímos acima servem apenas como guia para ajudá-lo a identificar se alguém próximo a você pode estar precisando de ajuda.

Fonte: Catholicus