07 de fevereiro de 2019 - Fonte: Portal Regional - Fotógrafo: Ass. Imprensa
A incidência aumentou no Estado de São Paulo, pois o inseto consegue se adaptar em ambientes úmidos e com matéria orgânica
O estresse aos bovinos é o maior problema causado pela mosca, devido à dor da picada, podendo afetar o ganho de peso e a produção de leite e de carne

Em prol do pecuarista do Estado de São Paulo, a Coordenadoria de Assistência Técnica Integral (CATI), órgão da Secretaria de Agricultura e Abastecimento (SAA) do Estado de São Paulo, lança um material técnico gratuito com recomendações para o controle de surtos da mosca-dos-estábulos nas propriedades paulistas. O estresse aos bovinos é o maior problema causado pela mosca, devido à dor da picada, podendo afetar o ganho de peso e a produção de leite e de carne, ocasionando prejuízos para o produtor rural.

As regiões de Fernandópolis, Dracena e General Salgado são caracterizadas pelo surto da doença. “Para nossa surpresa, começaram a surgir casos de mosca-dos-estábulos nas regiões de Piracicaba, São João da Boa Vista, Assis, Barretos e Franca”, revelou o médico veterinário Sidney Ezídio Martins, diretor da CATI Regional General Salgado e técnico responsável pelo grupo criado pela SAA para tratar as questões relativas à mosca-dos-estábulos.

O folder editado pelo Centro de Comunicação Rural (Cecor) da CATI teve o intuito de divulgar as ações preventivas e os danos econômicos, de saúde e sociais causados pelo inseto nas áreas de convivência entre usineiros e pecuaristas. “Em março voltam as moagens da cana-de-açúcar e aí a tenção deve ser redobrada, mas por ora já é possível fazer todas as medidas preventivas porque janeiro normalmente é um mês que registra muitas chuvas”, diz o técnico.

O folder técnico pode ser encontrado no site da CATI  https://goo.gl/xcMFFN (Assessoria de Comunicação – Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo).

Saiba mais

– Em altas infestações, a mosca provoca estresse severo nos animais, com perda de peso (15 a 20%) e queda na produção de leite (40 a 60%).

– Os prejuízos estimados no Brasil, anualmente, podem chegar a 350 milhões de dólares.

– Nos Estados Unidos, em 2012, as perdas na bovinocultura foram superiores a dois bilhões de dólares.

– A incidência aumentou no Estado de São Paulo, pois o inseto consegue se adaptar em ambientes úmidos e com matéria orgânica.


Em altas infestações, a mosca provoca estresse severo nos animais 

Portal Regional via (Assessoria de Imprensa CATI)