25 de agosto de 2021 - Fonte: G1 - Fotógrafo: Cedida
Total chega a R$ 12 milhões
Carta enviada às famílias oferece opção para regularização do atraso. Interessados devem acessar site na internet.

A Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU), empresa pública vinculada à Secretaria de Estado da Habitação, enviou à casa de 74.084 mutuários do Estado com três ou mais prestações em atraso uma proposta de acordo para parcelamento da dívida até o final do contrato de financiamento.

Na região de Presidente Prudente (SP), são 4.684 mutuários inadimplentes, com uma dívida total de R$ 12 milhões.

No total, os valores a serem renegociados pela companhia atingem R$ 221 milhões, que serão reinvestidos na construção de mais moradias populares.

Pela proposta enviada, cada um dos mutuários inadimplentes recebe em sua casa um boleto personalizado, já calculado o valor da entrada que corresponde a no máximo 10% de toda a dívida, com data de pagamento para 26 de agosto. O valor da entrada não pode ultrapassar R$ 1,5 mil. O mutuário também é informado na carta qual será o valor mensal das prestações futuras do acordo.

Depois de efetuar o pagamento desta parcela de entrada, o mutuário receberá um novo carnê, cujas prestações já vão incluir os valores atrasados acordados.

"Trata-se de uma ótima oportunidade oferecida pela CDHU aos mutuários para eles possam regularizar seus débitos sem nenhuma burocracia, recebendo as informações por meio de carta em suas próprias residências", afirmou o secretário de Estado da Habitação Flavio Amary. "Estar em dia com a CDHU garante ao mutuário preservar seu maior bem, a sua casa própria", explicou.

De acordo com o presidente da CDHU, Silvio Vasconcellos, a maioria dos contratos administrados pela Companhia segue em dia.

"É muito importante o pagamento das prestações pelos mutuários para seguirmos com os investimentos na construção de novas moradias. Desta forma, mais famílias de baixa renda também poderão realizar o sonho da casa própria", ressaltou.

Outros 25.306 mutuários que estão com até duas parcelas atrasadas em todo o Estado, com débito médio de R$ 611,52, também receberam em suas casas um boleto único para quitar o a dívida acumulada com isenção de juros e correção monetária. Neste caso, a data de pagamento é 27 de agosto.

Os mutuários inadimplentes que não receberam pelos Correios propostas de acordo e desejarem regularizar a situação devem acessar o site da CDHU ou ligar para o Alô CDHU:0800-000 2348.

G1