09 de novembro de 2019 - Fonte: G1 - Fotógrafo: Polícia Militar Ambiental
Agrotóxicos foram apreendidos em Flórida Paulista
Três homens foram detidos por suspeita de envolvimento com os produtos, mas acabaram liberados após o pagamento de fiança de R$ 3 mil estabelecida pela Polícia Civil para cada um.

A Polícia Militar Ambiental apreendeu, em Flórida Paulista (SP), 1.022 litros e 183 quilos de agrotóxicos sem a comprovação de procedência.

Três homens foram detidos por suspeita de envolvimento com os produtos, mas acabaram liberados após o pagamento de uma fiança de R$ 3 mil estabelecida pela Polícia Civil para cada um.

Durante patrulhamento pela zona rural do município, nesta quinta-feira (7), uma equipe da Polícia Militar Ambiental abordou e vistoriou uma picape, na qual seguiam dois homens, de 40 e 42 anos, que estava carregada com 160 litros e 20 quilos de agrotóxicos.

No momento da abordagem, segundo a polícia, não foi comprovada a procedência dos produtos para uso rural.

Os envolvidos, juntamente com a carga de agrotóxicos foram conduzidos, à Delegacia da Polícia Civil, onde um outro homem, identificado como suposto proprietário das mercadorias, não apresentou nenhum documento de origem.

Os policiais ainda realizaram uma vistoria em um depósito do suposto proprietário e localizaram mais 862 litros e 163 quilos de agrotóxicos para uso rural sem procedência.

Com isso, as apreensões totalizaram 1.022 litros e 183 quilos de agrotóxicos.

Os três envolvidos receberam voz de prisão, mas, após o comparecimento de seus advogados à delegacia, foi arbitrada pela Polícia Civil uma fiança de R$ 3 mil para cada um.

Com o pagamento dos valores, os envolvidos irão responder em liberdade.

Ainda conforme a Polícia Militar Ambiental, foi constatado que um dos envolvidos já havia sido preso pela Polícia Federal pelo crime de furto de defensivos agrícolas.

G1